Vamos falar de romance.

(um dos meus defeitos prediletos – e porque o tzaum ainda é um blog pessoal.)

 

 

 

São pensamentos soltos, traduzidos em palavras... para q você possa entender o que entendi, faz tempo.

Amar-te é certeza de felicidade, por completo. É aceitar que alguém consegue sendo apenas quem é, ser um todo o suficiente pra ser metade daquilo que dá certo. É sorrir por qualquer coisa. É sentir-se único, absoluto, e.s.p.e.c.i.a.l.

É conviver contigo e cada dia ser mais seu. Amigo, confidente, cúmplice, companheiro. E mesmo que pense noutra, só por ti fechar os olhos. É querer ver você crescer, caminhar do seu lado. Ver que o passado fez de ti o que és, e que hoje posso olhar pra ti, receber um olhar, e silenciosamente falarmos em amanha. É sentir-se vivo. E só vivo eu posso tocar seus lábios, segurar seu rosto e abrigar-te no meu abraço, seguir e olhar seus olhos, pra quando próxima de mim, dizer-te: eu te amo, porque você faz valer a pena.

Mas caso um dia não possa, mando essa carta ir te levar isso. Não é só mais uma carta de amor: são pensamentos soltos, traduzidos em palavras...

[...]

======== || ======== || ======== || ========

 

Fazia tempo que eu não escrevia uma romanticice assim, de coração vazio. E olha que isso ta pronto já tem mês. Me fez lembrar a adolescência e os versos rabiscados entre os desenhos de fim de cadernos e cadernos lotados só para esse fim. Tempo no qual só um sorriso já bastava pra eu me apaixonar e gostar como nunca na historia dessa minha vida eu já tinha gostado de alguém. Hahahaha...

Hoje o sorriso continua me apaixonando, porém está implícito numa lista [inconsciente e que todos fazemos!] de “pré-requisitos” para estar com você e me sentir completo. E tou naquela mesma fase de outrora, de não estar muito preocupado se preencho os pré-requisitos de alguém, pq os meus andam preenchidissimos!

 

======== || ======== || ======== || ========

 

Arremate: “Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.” [Nada como o tempo – Mario Quintana]

 

======== || ======== || ======== || ========

 

Ah, inclua nas características do defeito, curtir musicas românticas [pensando bem, a maioria das musicas acaba falando de amor, cada qual no seu estilo...]. Além é claro de ser romântico com os pés no chão, como bem diz um texto que achei orkut à fora, alguém que entre as escolhas que tem, opta por usar a própria vida para tocar a vida de outra pessoa, de um jeito que a fará mais feliz. Só pra fazer o resto ser o resto ;)

 

escreveu (  )

 ))) duas que eu curto demais [uma abriu o post, a outra fecha], com vídeo:

 

 

 



Foi dito por « tony » às 10:25
[ ] [ ]



Um dia de atraso, uma vida pra fazer diferente.

BLOGAGEM COLETIVA – PEDOFILIA

 

 

 

É, a internet não me ajudou, o meu tempo [isso porque o post tava pronto, as imagens prontas, tudo pronto!!] não me ajudou, e cá estou descumprindo o compromisso com a Luma, postando no 2º dia posterior a data combinada. Mas vamos ao que interessa:

 

Somos um povo desafeto a dor alheia. Solidarizamo-nos apenas quando nos convém, ou quando o problema que só era do outros, bate à nossa porta. Assim o é com vários dos problemas que o pais enfrenta, e não é diferente com a pedofilia, um ato criminosamente silencioso, e psicologicamente preocupante.

 

Particularmente, cresci meio anestesiado quando ao indignar com as capacidades que temos para fazer algumas coisas, boas ou más – culpa de crescer no trabalho social – porem mesmo sem ainda ser pai, mesmo sem ter um caso próximo a mim, acredito que uma tradução para o pedófilo – como um vídeo que a mtv tinha produzido sobre o M. Jackson e sumiu do You Tube – é a frase que o encerra: “se isso é o que está acontecendo do lado de fora, o que estará se passando por dentro?”

 

Vejo muita gente colocando a culpa na internet, mas ela (especialmente ela!) como meio de comunicação e interação, é absolutamente controlável. Você só vê o que quiser. Você só deixa seus filhos verem o que você quiser que eles vejam: o filtro é você quem faz. E se não souber como, ficam aqui as dicas:

FIREFOX: Tem esse pluguin aqui [imagem abaixo]: https://addons.mozilla.org/pt-PT/firefox/addon/5881

 

 

 

E para o Internet Explorer, encontre no seu navegador os itens abaixo:

 

 

 

 

 

O resto, é com a educação que você dá aos pequeninos, e com seu bom senso. O resto é o resto.



Foi dito por « tony » às 00:35
[ ] [ ]



PARTICIPARAM TAMBÉM:

1. Amigos da Blogosfera,
2. Lys,
3. Andréia Motta,
4. Tânia Defensora,
5. Sahmany,
6. Bezzblogger,
7. Cidão,
8. Rosane,
9. Claudia Pit,
10. Leonardo Rocha Pena,
11. Joy,
12. Maristela Bairros,
13. Jorge Araujo,
14. Marco Ferreira,
15. Zé Lérias,
16. A fonte nova,
17. Zé Povinho,
18. Laurentina e Egídio Vaz,
19. Lídia (Silêncio Culpado)
20. Taliesin,
21. Carlos Jr.,
22. Maria Augusta,
23. Luci Lacey,
24. Vitória,
25. Evellyn,
26. Cilene Bonfim,
27. Veridiana Serpa,
28. Grace Olsson,
29. Lino Resende,
30. Dullim,
31. Daniela Pontes,
32. Lulu on the Sky,
33. Gotinha,
34. Afonso, o Chato,
35. Gabriel Ruiz,
36. Aninha Pontes,
37. Patty (Palavras),
38. Diego Pacheco,
39. Meiroca,
40. Fábio Max,
41. Letícia Coelho,
42. Rui Nelson,
43. Sonia Horn Nascimento,
44. Heloisa,
45. Cristiane Fetter,
46. Bruna Splendore (Aliciante)
47. Marcos Pontes,
48. Luciane,
49. Paula Góes (Global Voice)
50. Georgia Aegerter,
51. Turmalina,
52. Isabel Filipe,
53. Jens,
54. Janaína de Almeida,
55. Peciscas,
56. Looking4good,
57. Sérgio Coutinho,
58. Sérgio Ricardo,
59. Teresa Freire,
60. Oscar,
61. Osc@r Luíz no Multiply,
62. Flainando na web,
63. Dario Velasco,
64. Aline Silva Dexheimer,
65. Flávia (Vivendo em Coma)
66. Odele Souza,
67. Rosamaria,
68. Herika,
69. Chuvinha,
70. Adri-Dri-Drika,
71. Olá,
72. Maria,
73. Madalena Barranco,
74. Fernanda,
75. Elvira Carvalho,
76. Amigona,
77. Miguel,
78. Lucas Ghellere,
79. Tati Sabino,
80. Landinho,
81. Xico Lopes,
82. Karina,
93. Willian Mendes,
94. Maria da Conceição Banza,
95. Meyviu,
96. Laura,
97. Pata Irada,
98. Kleverson Neves,
99. Euza Noronha,
100. Tanya,
101. Daniel Mafinski Biz,
102. Nadja,
103. Dª Anja,
104. Antonio Madrid,
105. Gustavo Chaves,
106. Pena,
107. Fernando Cury,
108. Andréa Sig Mundi,
109. Sandra Mora,
110. Marcos Santos,
111. Cármen Neves,
112. Alanna Blogada,
113. Denise BC,
114. GuGa Flaquer,
115. Alexandre Costa,
116. Ale Briscoe,
117. Carlos Fran,
118. Ronaldo,
119. Fátima,
120. Elisabete Cunha,
121. André L. Soares,

Foi dito por « tony » às 00:33
[ ]



PARTICIPARAM TAMBÉM:

122. Claudya (Blog memories),
123. Pedro Barroso,
124. Lívia,
125. Anathalia,
126. Mário Leal,
127. Tathiana,
128. Drika Campos,
129. Tina,
130. Issamu
131. Tomavana (global Voice)
132. Dácio Jaegger,
133. Ricardo Rayol,
134. A Cor da letra,
135. A Abiose Maringaense,
136 Your soul,
137. Ecclesiae Dei,
138. Ingrid,
139. Ana Cranes,
140. Mirella Matthiesen,
141. Lunna Montez'zinny,
142. Rodrigo Reis,
143. Regina Ramão,
144. Guilherme Guidorizzi,
145. Diogo França,
146. Sérgio Nascimento,
147. Chawca,
148. Samantha Shiraishi
149. Seu Paulo,
150. Gitas,
151. Adelaide Amorim,
152. Everson,
151. Sérgio (Em branco e Preto),
152. Adriana e Romero,
153. Espírita na Net.
154. Paula Barros,
155. Renata Christina,
156. Paulo Duarte,
157. Francy's Oliva,
158. Ana Paula,
159. Lord Phoenix,
160. Rafael Rap,
161. Grasiani Tomelin
162. Gente sem saúde,
163. Mariana Penna,
164. Layla Lauar,
165. Paula Cavalcanti,
166. Teo Victor,
167. Ru Correa,
168. Blog Desabafo de mãe,
169. Ana Cláudia Bessa,
170. Gi
(De tudo um pouco),
171. Garfio,
172. Parvinha,
173. Sombra do Sol,
174. Jake,
175. Taty Ferreira,
176. Gighiggi,
177. Chicoelho,
178. Rodrigo Villasboas,
179. Juca,
180. Val Barbieri,
181. Dono do Bar (DB),
182. Gustavo D'Andrea
183. Lucas Secundino,
184. Paula e Lugirão,
185. Wallace,
186. Tine Araujo,
187. Larissa Hardt,
188. Silvano Vilela,
189. José Gonçalves,
190. Mônika Mayer,
191. Carol,
192. Ví Leardi,
193. Anunciação,
194. Carreira,
195. Mônica Montone,
196. Cheers! Flávia,
197. Marcelo Dantas,
198. Caesar Massamá,
199. Sam,
200. Betho,
201. Filoxera,
202. Renata Macedo,
203. Elena,
204. Regina Simões,
205. Liz,
206. Leonor Cordeiro,
207. O mundo encantado de Cecília Meireles,
208. Patti,
209. Lila,
210. Cláudia,
211. Rosa Silvestre,
212. Baby, fazendo a diferença,
213. Ronald,
214. Gi (Velharias traquitanas),
214. Marcelo (Sopa no Exílio),
215. Luíza Helena,
216. Naldy,
217. Clipping,
218. Aspásia,
219. Pin Gente,
220. Bel,
221. Drika,
222. Sclair,
223. Carla Coelho,
224. Maria Bethânia Oogink,
225. Diz,
226. Joana,
227. Rosane Souza,
228. Nério Júnior,
229. Blondie & Dagwood,
230. Míriam Salles,
231. Marcinha,



Foi dito por « tony » às 00:33
[ ]



Eu, a bike, um caminho.

Cada qual tem sua maneira para ter um bate-papo consigo, seja o assunto que for. Uma das minhas formas prediletas de fazê-lo é quando ando de bike.

Seja passando pelos lugares onde vivi ou por caminhos que me levam a um ponto novo para se conhecer, perco-me entre a concentração no transito e o dialogo interno, cantarolado e/ou [re]versificado por alguma musica qual também esteja pensando.

E ali coloco minhas idéias no lugar, novas ou antigas, recicladas ou esquecidas. Olho para minha vida, suas pessoas e [as tantas!] coisas e repenso no papel que cada qual tem. Pra ver se continuo tratando as pessoas como pessoas, e as coisas como coisas: pra seguir, sem levar comigo nada nem ninguém que não me sejam necessários.

 

 

[tirei dia desses...]

 

Já me peguei achando respostas de perguntas que só apareceriam depois, bem como ainda tenho perguntas sem respostas. Já me peguei falando sozinho e vendo outro[s] olhando pra mim com cara de ih-olha-o-maulco-na-bike-andando-sem-as-mãos-falando-sozinho-olha!, bem como já fiz caminhos sem pronunciar som qualquer. Já me peguei revendo tudo, já me peguei pensando em nada. E quase sempre visando manter o equilíbrio [felizmente!] encontrado, levando a minha vida.

Até porque esta nada mais é do que um somatório de coisas e momentos simples, com a participação de pessoas [importantes ou não!] complicadas. A graça dela? A gente é quem faz. Dia a dia, sem lamentos ou preocupações sobre o que não se pode mudar, admirando o inesperado, deixando-se surpreender. Pra continuar achando que o resto é só o resto ;).

 

escreveu (  )

 ))) “goodbye”, Alicia Keys.



Foi dito por « tony » às 11:43
[ ] [ ]



Feliz ano novo!

Oi. Ta chegando a hora do ano começar, segunda ta ai, muita gente vai voltar a trabalhar, outras continuarão fingindo, outros [não] vão colocar suas promessas em prática, é isso ai. 2008 parece que finalmente chegou, povo brazuca. Hora de se mexer.

 

======== || ======== || ======== || ========

 

Memória de conveniência é uma maravilha... a ala xiita anti-governo passa o dia achando o que por nos jornais dos gastos com contas. Mas porque será que não mostram do governo anterior, instituidor do cartão?

 

Você sabia que ao invés de gastar R$100 milhões / km com metrô ou alguns bilhões com trem-bala [movidos a combustível caro!], podemos gastar de 3 a 5 x menos construindo linhas de trem movidas à condução eletromagnética e hidrogênio, de consumo limo [e barato!]?? sabia que o governo não incentiva isso [projetos desde 1997!]? Sabia também que as universidades de arquitetura, engenharia e design no Brasil coçam-se pouquíssimo por essa opção que os daria um salto absurdo de tecnologia? Ficam discutindo alternativas de transporte e urbanismo caras e ultrapassadas, enquanto já podemos fazer algo mais “século 22” [com um absurdo retorno financeiro e garantidissimo!!]??

 

Nem eu nem você que me lê, votaremos no próximo presidente norte-americano. Mas aposto que estamos sabendo mais sobre o processo eleitoral de lá, do que o que conseguiremos saber sobre os processos daqui.

 

======== || ======== || ======== || ========

 

Feriado bão pra conhecer algumas curitibas que existem nessa Curitiba, que mesmo há 13 anos aqui, eu ainda não tinha visto. E assim como outras coisas [e pessoas] da vida, é bom quando elas mantêm – e renovam – a capacidade de nos surpreender positivamente. Curti, e de bike =D. O resto é o resto!

 

escreveu (  )

 ))) samba, lógico!



Foi dito por « tony » às 14:39
[ ] [ ]



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 

todos os posts




 

sobre

Era julho de 2004, alguém desocupado o suficiente para querer ter o que fazer, e preparando-se para os vestibas [logo, com vontade (in)voluntária de escrever], que vagando na net e cansado de msnzar e só, via-se escrevendo um texto aqui, outro acolá, já tinha meio caderno recheado com aquelas lindas, melosissimas [e depois de algum tempo, engraçadissimas] cartas e poemas amorosos, e assim ia, até que a internet banda larga chegou ao escritório/casa. Começou um capitulo de uma infindável história.

Estava enfim ocupado, e de bônus nasceu a oportunidade de fazer ótimas amizades e de aprimorar os conhecimentos na linguagem html, responsável pelo design de sites. Há alguns anos atrás era bom saber, hoje é imprescindivel na minha profissão o conhecimento das ferramentas de produção pra web. Isso tudo somado a facilidade pra escrever, que foi ampliada.

Visualmente ele evoluiu (como era de se esperar) até porque nesses 5 anos também houve um salto qualitativo na capacidade executiva do dono do blog, que sem preguiça consegiu faze-lo chegar até aqui.

O conteúdo nunca foi muito especifico. Postou-se sempre o que dava na telha, desde relatos detalhadíssimos de dias únicos, a junções e comentários a cerca de textos de outros. Especiais de niver do blog, retrospectivas, lá se vão alguns [muitos!] momentos da vida e das coisas deste que vos escreve. A periodicidade de outrora foi diminuindo em vista da carga de ocupações, trocando se o diário de poucas palavras por muito [de forma sucinta] em um ou outro dia.

E em 2010, a mudança para um endereço próprio: http://blog.tzaum.com.